sábado, 21 de novembro de 2009

Fundo de baú

Não existe nada mais antigo
Do que cowboy que dá cem tiros de uma vez...
A vó da gente deve ter saudade do Zig Pow,
Do cinto de inutilidade...

No nosso mundo tudo é novo e colorido,
Não tem lugar para essa gente que já era...
Morcego velho, bang-bang de mentira: vocês já eram,
O nosso papo é alegria!

(Marcos Valle e Nelson Motta para o Globo Cor Especial)

8 comente aí::

EternaApaixonada disse...

Obrigada pela visita! E assim pude conhecer o seu! Voltarei para apreciar as postagens.
Bom domingo e uma semana bem tranquila.
Beijos

Guto disse...

"Tout passe" será sempre verdade. Mesmo a Bíblia, tão cheia de disparates, acerta no Eclesiastes, "...vaidade das vaidades, tudo é vaidade..."

Neste post, vemos exatamente isso: o jingle de Nelson Motta e Marcos Valle, outrora tão "prafrentex", no fundo do mesmíssimo baú empoeirado onde jazem, sem remissão, espero, o ZIG-POW, os velhos caubóis canastrões, e os cintos de inutilidade e de castidade...

Rê Cicca disse...

Vc é cruel!

Vita Brevis disse...

Sim, a borboleta também lê descompensando!

Gostei muito do seu blog e obrigada pela visita! Volte sempre!

Beijos,
Rafa

Flavia + Dicas disse...

Olá! Agora o "descompensando" tá lá na minha lista de blogs tb!
valeu!

Carolina Teixeira disse...

Ei moça, valeu pela visita. Depois me conte o que achou do filme ;-).
A gente se esbarra ....

Robson e Marisa disse...

Rê e Guto, eu adorava essa musiquinha, ela faz parte da infância de muita gente! rsrsr

Rê Cicca disse...

Carolina, depois eu te conto sim! Um beijo!

Marisa, vc me aprece muito nova prá ter curtido essa música, em todo caso logo mais vou postar um monte de foto do fundão mesmo...do tempo de mamãe menina! Um beijo!